Sobre o autor


Prof. Dr. Thadeu de Sousa Brandão

Sociólogo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais pela UFRN. Professor Adjunto (IV) de Sociologia da UFERSA e do Mestrado Acadêmico Interdisciplinar em "Cognição, Tecnologias e Instituições" (CCSAH/UFERSA) - (Nota 4 CAPES). Líder do grupo de Pesquisa "Observatório da Violência do RN". Autor de "Atrás das Grades: habitus e interação social no sistema prisional", "A Senhora do Sertão: a Festa de Sant'Ana de Caicó" e co-autor de "Rastros de Pólvora: Metadados 2015" e de "Observatório Potiguar 2016: Mapa da Violência do RN". Apresentador do Programa Observador Político da TV Mossoró e 93FM. Colunista do Jornal O Mossoroense. Consultor da Comissão de Segurança Pública e da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RN.

Política, Sociologia, Ciência, Cultura e Filosofia. Blog criado em 22 de Outubro de 2012 e organizado por Thadeu de Sousa Brandão.

Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profthadeubrandao/

Contato, críticas, sugestões e artigos: thadeu@ufersa.edu.br

sábado, 18 de maio de 2013

Moção do CA de Direito da UFERSA em apoio aos manifestantes da Revolta do Busão em Natal






CENTRO ACADÊMICO DE DIREITO-UFERSA

MOÇÃO DE APOIO AOS MANIFESTANTES DA REVOLTA DO BUSÃO

Diante dos últimos acontecimentos ocorridos em Natal/RN contra o aumento da passagem de ônibus, nós do Centro Acadêmico de Direito-UFERSA manifestamos o nosso apoio à classe estudantil que, no exercício da sua cidadania, sofreu represálias por parte do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.
Acreditamos que a “Revolta do Busão” foi uma manifestação popular legítima diante do aumento abusivo das tarifas de transporte público e declaramos repúdio à maneira como ela foi tratada pelo poder policial, já que tivemos companheiros presos e alguns atingidos por balas de borracha e spray de pimenta.
Sabemos que a situação dos transportes públicos em Natal está decadente, assemelhando-se com a realidade truculenta que vivenciamos em Mossoró. Como não se indignar com o aumento da passagem de R$2,20 para R$ 2, 40 se Natal não conta com uma rede de transporte público que atenda aos anseios da população de uma forma geral e que se agrava ainda mais na periferia natalense?
Nós, que fazemos parte do movimento estudantil, entendemos que essa pauta é de todos e que não podemos ficar calados e parados diante de tantos absurdos que ocorreram contra os manifestantes. Assim, nós, entidades gerais do movimento estudantil, reconhecemos e estamos juntos na luta contra o aumento abusivo do transporte público e a maneira como uma manifestação pacífica foi repelida.


Att.
Centro Acadêmico de Direito-UFERSA


Nenhum comentário:

Postar um comentário