Sobre o autor


Thadeu de Sousa Brandão

Sociólogo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais pela UFRN. Professor Adjunto de Sociologia da UFERSA e do Mestrado Acadêmico Interdisciplinar em "Cognição, Tecnologias e Instituições" (CCSAH/UFERSA) - (Nota 4 CAPES). Líder do grupo de Pesquisa "Observatório da Violência do RN". Autor de "Atrás das Grades: habitus e interação social no sistema prisional", "A Senhora do Sertão: a Festa de Sant'Ana de Caicó" e co-autor de "Rastros de Pólvora: Metadados 2015" e de "Observatório Potiguar 2016: Mapa da Violência do RN". Apresentador do Programa Observador Político da TV Mossoró e 93FM. Colunista do Jornal O Mossoroense.

Política, Sociologia, Ciência, Cultura e Filosofia. Blog criado em 22 de Outubro de 2012 e organizado por Thadeu de Sousa Brandão.

Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profthadeubrandao/

Contato, críticas, sugestões e artigos: thadeubrandao@bol.com.br

quarta-feira, 31 de julho de 2013

História e produção do espaço na Vila de Ponta Negra, Natal/RN: elementos para uma reflexão do turismo local

Ângelo Magalhães Silva, Sociólogo, Doutor em Ciências Sociais e Professor de Sociologia da UFERSA.

Artigo publicado na Revista Turismo: Estudos e Práticas da UERN.



INTRODUÇÃO

Este artigo descreve a história da Vila de Ponta Negra, núcleo originário do bairro de Ponta Negra, localizado na zonal sul da cidade de Natal, Rio Grande do Norte. Este espaço urbano possui uma significativa funcionalidade no processo de requalificação urbana da cidade e para a compreensão dos efeitos da atividade turística. São descritos os eventos históricos que marcam a formação da Vila de Ponta Negra, organizados em categorias como localização, povo, trabalho, terra, objetos imobiliários, além de outros. As fontes consultadas variam de descrições jornalísticas à pesquisas acadêmicas e relatos de antigos moradores. Um recurso que revelou uma historiografia da Vila de Ponta Negra escassa, fragmentada, mas que aponta os motivos e agentes decisivos para a constituição da desigual e cara zona sul de Natal; do avanço espoliativo do capital imobiliário e seu efeito excludente no antigo morador e pescador da Vila de Ponta Negra. 

Para ler o artigo na íntegra, clique AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário