Sobre o autor


Thadeu de Sousa Brandão

Sociólogo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais pela UFRN. Professor Adjunto de Sociologia da UFERSA e do Mestrado Acadêmico Interdisciplinar em "Cognição, Tecnologias e Instituições" (CCSAH/UFERSA) - (Nota 4 CAPES). Líder do grupo de Pesquisa "Observatório da Violência do RN". Autor de "Atrás das Grades: habitus e interação social no sistema prisional", "A Senhora do Sertão: a Festa de Sant'Ana de Caicó" e co-autor de "Rastros de Pólvora: Metadados 2015" e de "Observatório Potiguar 2016: Mapa da Violência do RN". Apresentador do Programa Observador Político da TV Mossoró e 93FM. Colunista do Jornal O Mossoroense.

Política, Sociologia, Ciência, Cultura e Filosofia. Blog criado em 22 de Outubro de 2012 e organizado por Thadeu de Sousa Brandão.

Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profthadeubrandao/

Contato, críticas, sugestões e artigos: thadeubrandao@bol.com.br

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Mapa da Violência 2013: Homicídios e Juventude no Brasil

Na íntegra, Via G1.
O Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americano (Cebela) divulgou, nesta quinta-feira (18), o Mapa da Violência 2013: Homicídios e Juventude no Brasil, onde revela que Maceió é a capital mais violenta do país, seguida por João Pessoa e Salvador. A capital registrou um aumento de 116,1% no número de homicídios. Em 2001, foram registrados 485 assassinatos contra 1.048 em 2011.
Alagoas registrou um crescimento de 171,1% no número total de assassinatos entre os anos de 2001 e 2011, bem acima da média anual, que foi de 146% no mesmo período. Esses números fizeram o Estado saltar da 12ª para a 1ª colocação no ranking de estados mais violentos do Brasil, com 72,2 homicídios por 100 mil habitantes.
Conforme o resultado da pesquisa, Alagoas registrou, em 2001, 836 homicídios, contra 2.268 em 2011. Um resultado bem diferente dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, que apresentaram uma queda de 64,2%, 37,9% e 26,3%, respectivamente.
Em 2001, a média anual de Alagoas era de 29,3 homicídios por grupo de 100 mil habitantes, contra 72,2 registrados em 2011. Esses números fizeram Alagoas saltar da 12ª para a 1ª colocação no ranking de estados mais violentos do Brasil. Em segundo lugar, aparece o estado do Espírito Santo, com 47,4 mortes, enquanto o estado da Paraíba surge em terceiro, com 42,7 assassinatos por grupo de 100 mil habitantes.

Alagoas subiu de 12º para o 1º lugar no número de homicídios (Foto: Reprodução/Cebela) 
Alagoas subiu de 12º para o 1º lugar no número de homicídios (Foto: Reprodução/Cebela)
Morte de jovens
Em relação ao número de homicídios envolvendo jovens, Alagoas registrou um aumento de 182,7 entre 2001 e 2011. Foram contabilizados 336 assassinatos em 2001, contra 950 em 2011. A média anual, por grupo de 100 mil habitantes, aumentou 185,6%, saindo de 54,8%, em 2001, para 156,4% em 2011.
Com esse resultado, o Estado também saltou da 8ª para 1ª colocação com o maior risco de mortes para jovens. Os estados do Espírito Santo e da Paraíba aparecem logo abaixo de Alagoas, com 115,6% e 88,2% de mortes de jovens por grupo de 100 mil habitantes.

Para acessar o Mapa na íntegra, clique AQUI


Nenhum comentário:

Postar um comentário