sábado, 22 de março de 2014

A economia e a cultura de risco

Edmilson Lopes Júnior, Sociólogo, Doutor em Ciências Sociais, Professor de Sociologia e Pró-Reitor de Extensão da UFRN.

 
As transações econômicas que traduziram o espírito do capitalismo nos seus primórdios tiveram que lidar com ambientes de risco e incerteza, tal como sói ocorrer hodiernamente. Os roubos, especialmente os assaltos nas estradas, tornavam as transações comerciais verdadeiras aventuras. Não por acaso, os primeiros atores dessas transações foram também nomeados de aventureiros.
O chamado processo de financeirização da vida econômica, que, no caso brasileiro, tem na produção analítica de Roberto Grün uma referência incontornável, não é um ponto fora da curva no que diz respeito à cultura do risco da incerteza. Pelo contrário! Talvez seja o ponto de chegada de um “espírito” (para ser redundante e mais do que óbvio nas minhas referências aqui).

Bueno, essa discussão você vai encontrar, caso se interesse pela temática, no excelente artigo de Jens Beckert e Hartmut Berghoff, publicado na edição mais recente do SOCIO-ECONOMIC REVIEW. Para saber mais, acesse aqui
 
Publicado originalmente no Blog do Edmilson Lopes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observatório da Violência do RN lança Mapa da Violência 2017

O OBVIO - Observatório da Violência, em parceria com a Comissão de Segurança Pública da OAB, convida estudiosos e autoridades da área de...