Sobre o autor


Thadeu de Sousa Brandão

Sociólogo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais pela UFRN. Professor Adjunto de Sociologia da UFERSA e do Mestrado Acadêmico Interdisciplinar em "Cognição, Tecnologias e Instituições" (CCSAH/UFERSA) - (Nota 4 CAPES). Líder do grupo de Pesquisa "Observatório da Violência do RN". Autor de "Atrás das Grades: habitus e interação social no sistema prisional", "A Senhora do Sertão: a Festa de Sant'Ana de Caicó" e co-autor de "Rastros de Pólvora: Metadados 2015" e de "Observatório Potiguar 2016: Mapa da Violência do RN". Apresentador do Programa Observador Político da TV Mossoró e 93FM. Colunista do Jornal O Mossoroense.

Política, Sociologia, Ciência, Cultura e Filosofia. Blog criado em 22 de Outubro de 2012 e organizado por Thadeu de Sousa Brandão.

Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profthadeubrandao/

Contato, críticas, sugestões e artigos: thadeubrandao@bol.com.br

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Observatório da Violência do RN traz novos índices de mortes violentas no estado

Por Thadeu Brandão e Ivenio Hermes.


O crescimento da violência homicida continua sua ascensão contínua no Estado do Rio Grande do Norte. Como ressaltamos na última atualização do Civlímetro, importa apontar que, em Natal, por exemplo, enquanto o exército guarda o patrimônio nos locais com moradores de maior poder aquisitivo, nas periferias os assassinatos continuam a proliferar. Ao mesmo tempo, o risco de subnotificação é cada vez mais presente. Daí a importância do Observatório da Violência do RN e do uso da Metodologia Metadados.

Lembramos que o Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (OBVIO) vem divulgando semanalmente os dados quantitativos da violência homicida no RN. As chamadas Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIS) que, tratadas de forma imparcial e estatística, auditadas por este escriba e docente, especialista em criminalidade e violência. Os dados, trazidos da metodologia “Metadados”, foram trabalhados e sistematizados pelo especialista Ivenio Hermes, que é o criador e organizador da metodologia e coordenador do OBVIO do qual participamos como analista e auditor.
 
Até esta manhã (18/08/2016) foram 1226 CVLIS no RN. Os dados apontam para um aumento de 21,51% em relação à 2015 (que havia tido queda significativa até então). Em termos brutos, foram 217 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2014, até o mesmo período, foram 1151 CVLIS, contra 1009 em 2015. 2016, em termos de taxa, apresenta até agora a maior, com 35,62 homicídios por 100 mil habitantes, contra 29,31 em 2015 e 33,77 em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário