Sobre o autor


Thadeu de Sousa Brandão

Sociólogo, Mestre e Doutor em Ciências Sociais pela UFRN. Professor Adjunto de Sociologia da UFERSA e do Mestrado Acadêmico Interdisciplinar em "Cognição, Tecnologias e Instituições" (CCSAH/UFERSA) - (Nota 4 CAPES). Líder do grupo de Pesquisa "Observatório da Violência do RN". Autor de "Atrás das Grades: habitus e interação social no sistema prisional", "A Senhora do Sertão: a Festa de Sant'Ana de Caicó" e co-autor de "Rastros de Pólvora: Metadados 2015" e de "Observatório Potiguar 2016: Mapa da Violência do RN". Apresentador do Programa Observador Político da TV Mossoró e 93FM. Colunista do Jornal O Mossoroense.

Política, Sociologia, Ciência, Cultura e Filosofia. Blog criado em 22 de Outubro de 2012 e organizado por Thadeu de Sousa Brandão.

Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profthadeubrandao/

Contato, críticas, sugestões e artigos: thadeubrandao@bol.com.br

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Projeto de Inclusão da UFERSA é destaque nacional


Luiza Medeiros (Mestranda em Ecologia – UFERSA), juntamente com mais dois amigos, Derycly Galdino (Engenharia de Produção-UFERSA) e Luana Andrade (Engenharia Mecânica-UFERSA) estão participando de uma competição nacional Campus Mobile, um dos maiores programas de competição na área de desenvolvimento de aplicativos do Brasil.
O Campus Mobile uma iniciativa do Instituto NET Claro Embratel, em parceria com com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, que tem por objetivo identificar, estimular e contribuir para a formação de jovens talentos universitários para atuação no desenvolvimento de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel e contribuir para o desenvolvimento social do Brasil.
Das mais de 800 propostas enviadas ao Campus Mobile, o EducAuti está em entre os 53 projetos selecionados e o único do Rio Grande do Norte na categoria Educação.
Seu projeto, o EducAuti, objetiva melhorar as habilidades sociais e comunicativas de crianças diagnosticadas com autismo, contribuindo para o processo de aprendizagem e para o desenvolvimento social dessas crianças.
Além disso, os jovens cientistas têm interesse em disponibilizar gratuitamente o aplicativo para o ensino infantil, visto que além de contribuir para o desenvolvimento da oralidade, auxilia também na alfabetização de crianças sem necessidades especiais.

Para poderem participar, os mesmos estão pedindo uma ajuda, através de uma “vaquinha”, que é voltada para compra das passagens da equipe da cidade de Mossoró-RN para a cidade de São Paulo. Importante frisar que a UFERSA vai colaborar com os dois que são alunos. No entanto, a componente da equipe que já concluiu o curso não podemos ajudá-la financeiramente, pois deixou de ter vínculo com a instituição.

Para contribuir, clique AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário